BUSCAR GOOGLE

Postagens Mais lidas

PCN’s: Para aprender a ler, é preciso interagir com a diversidade de textos escritos...


MOURA (1998): Se apresenta sob a forma de um roteiro preliminar de perguntas, que se molda à situação concreta de entrevista, já que o entrevistador tem liberdade de acrescentar novas perguntas a esse roteiro, com o objetivo de aprofundar e clarificar pontos que ele considere relevantes aos objetivos do estudo (p.78).
CAGLIARI (1998): Em vez de começar o trabalho com letras e palavras escritas ortograficamente, pode-se mostrar aos alunos que eles conseguem ler outros sistemas de escritas por exemplo: pictogramas usados de modo geral na sociedade moderna como indicações de toaletes, logotipos, marcas famosas,etiquetas, símbolos, etc., explicando que a essas formas gráficas se pode associar a uma palavra e que isso é ler no sentido mais técnico do termo. (p. 164)
 CAGLIARI (1998). “No entanto os aspectos que podem facilitar a aprendizagem devem ser da maior responsabilidade dos professores” (p.167). 
 PCN’s: Para aprender a ler, é preciso interagir com a diversidade de textos escritos, testemunhar a utilização que os já leitores fazem deles e participar de atos de leitura de fato; é preciso negociar o conhecimento que já se tem e o que é apresentado pelo texto, o que está atrás e diante dos olhos, recebendo incentivo e ajuda de leitores experientes. BRASIL (2001:56)
CAGLIARI (1998):A maneira como as cartilhas lidam com a fala e a escrita confunde as crianças uma vez que passa a idéia de que a linguagem é uma ‘soma de tijolinhos’ representados pelas sílabas e unidades geradoras. Ora, as crianças aprenderam a falar de outra maneira e, portanto, para elas a linguagem apresenta-se como um todo organizado de maneira muito diversa daquela que a escola lhes mostra. No fundo, as cartilhas deixam de lado toda a trama da linguagem, ficando apenas com o que há de mais superficial (p.82).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

LITERATURA PARA O NOVO CONTEXTO

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

José Nunes Pereira

Minha foto

José Nunes Pereira (J.Nunez) comerciante por profissão, no Marília Doces e Salgados, poeta (por vocação) pesquisador, criador do Imparcialismo, integrante do Movimento Artístico, intelectual e literário Os Imparcialistas. Editor por hobby.